Blog

Marca Pessoal: Comunicação com as Lideranças

Marca Pessoal: Comunicação com as Lideranças

Tenho vários clientes que reclamam sobre a comunicação em escritórios de advocacia e departamentos jurídicos. Muitos sentem que suas vozes não são ouvidas e suas ideias dificilmente são levadas em consideração.

Por conta disso, acabam sentindo que não tem contribuições reais a fazer e se sentem subvalorizados e negligenciados. Normalmente, isso se traduz em desânimo e, com o passar do tempo, vão perdendo o brilho de ir ao trabalho.

Isso é triste de ver, pois muitos advogados são qualificados, hábeis na solução de problemas e criativos no cumprimento dos objetivos da organização. Eles certamente têm boas ideias que podem ser aplicadas para aprimorar sistemas, processos e serviços.

Mas a ideia de gravar este vídeo é para você, advogado que sente que sente que sua voz não está sendo ouvida. Trago aqui algumas sugestões para você buscar mudar esta situação:

  1. Pense na ideia que quer levar e na maneira de apresentá-la num contexto de aprimoramento do negócio – a maneira que você conduz esta fala pode fazer toda a diferença. Seus chefes lhe ouvirão mais prontamente se, ao invés de parecer uma ideia que traz apenas ganhos individuais, você conseguir mostrar que o ganho é para o negócio como um todo. Afinal, é sobre todos estarem no mesmo barco.
  2. Garanta que sua competência e credibilidade sejam reconhecidas – sua reputação e capacidade de influência nascem no trabalho que você apresenta no seu escritório ou departamento jurídico e na credibilidade que você traz. É, naturalmente, muito mais provável que um chefe escute alguém que demonstre comprometimento, competência e responsabilidade. Você tem feito a sua parte nisso?
  3. Faça sua lição de casa e apresente como esta ideia pode dar certo – se possível desenvolva um projeto piloto para testar sua ideia, incluindo a ajuda de alguns de seus colegas para fazer isso. Só depois ofereça a sua ideia ao seu chefe. Se conseguir demonstrar os resultados positivos que obteve neste projeto piloto, ilustrando como isso afeta as métricas de negócios (por exemplo, uma redução de desperdício, melhorias de processos e sistema, algum desenvolvimento na maneira de gerir pessoas ou lidar com clientes) a sua ideia pode ser muito melhor ouvida.
  4. Peça permissão para aplicar a sua ideia – obter essa bênção do seu superior é bem importante, pois ele terá que assumir a responsabilidade conjunta por qualquer resultado (seja bom ou ruim).

É importante também que você entenda que a aceitação de uma ideia não vem de força ou coerção, mas de um bom senso do negócio como um todo. Tente olhar pelo ponto de vista do seu chefe. Se você fosse o dono, essa ideia faria sentido para o negócio em si?

Outras dicas importantes para ir ganhando confiança são:

  1. Anote todas as ideias que você considera significativas;
  2. Escolha aquela que você acha que terá mais impacto;
  3. Construa sua conversa mostrando o ganho para o negócio e pratique;
  4. Depois apresente para o seu chefe e peça permissão para testar.

Se ele ainda tiver preocupações, encontre algumas maneiras de atenuar essas preocupações e retorne a ele com soluções.

E, por fim, não desista. Todo mundo tem boas ideias. Às vezes, é apenas uma questão de encontrar o melhor momento de falar.

https://thelemacoaching.com.br/5-dicas-importantes-para-os-advogados-poderem-lidar-com-chefes-toxicos/