Blog

Você costuma sobrecarregar seu Cérebro?

Já aconteceu de você ter muitas abas abertas do Google Chrome e elas travarem o seu computador?

Pois é…o mesmo acontece com o seu cérebro.

Em 1920, a psicológica e psiquiatra Bluma Zeigarnik, estava sentada em um restaurante movimentado em Viena e observou que os garçons lembravam mais dos pedidos não pagos do que dos pagos, por mais complexos que fossem.

Mas assim que as contas eram quitadas, eles tinham dificuldade para lembrar dos detalhes daqueles pedidos feito anteriormente.

Instigada com esta observação, ela voltou para Universidade e iniciou o seu famoso estudo, finalizado em 1927, com o nome “Sobre tarefas acabadas e inacabadas”.

Descobriu aí o Efeito Zeigarnik – batizado em sua homenagem – que diz que tarefas não finalizadas continuam “rodando” em segundo plano no nosso cérebro.

Este efeito nos afeta da seguinte forma:

1.Nossos cérebros são programados para lembrar mais de tarefas pendentes do que das já concluídas

Igual ao que fazemos numa lista de tarefas, quando uma delas é terminada, nosso cérebro risca a atividade, a fim de liberar espaço na nossa memória.

Mas enquanto a tarefa está inacabada, ele fica dedicando recursos para controlá-la.

Por conta disso, muitas pessoas que tentam guardar na cabeça diariamente o que precisam fazer, ficam sobrecarregadas.

2. Ficamos angustiados quando não finalizamos ou não entendemos algo

Sabe aquele livro que a gente tem dificuldade de parar de ler? Sabe aquele filme que a gente não quer parar de assistir?

Não é apenas uma questão de curiosidade, não.

Precisamos continuar assistindo ou lendo para descobrir o que acontece a seguir, porque nossos cérebros não querem deixar as coisas pela metade.

Diretores de tv e cinema potencializam o Efeito Zeigarnik com suspense no final dos capítulos, deixando-nos envolvidos, com a atenção focada.

Mas uma vez fechada a situação, podemos esquecer e seguir em frente.

3. Somos péssimos em multitarefar

Esse é outro motivo pelo qual bloquear um tempo ininterrupto para um trabalho profundo é importante.

O que a maioria chama de “multitarefa” é, na verdade, uma troca entre elas.

Quando estamos fazendo algo e somos interrompidos, nosso cérebro mantém essa “aba” aberta – drenando nossa CPU.

Por isso, a multitarefa acaba sendo tão exaustiva.

Você multitarefa muito no seu dia a dia?

4. Os perfeccionistas acabam se afogando em tarefas inacabadas

Que o perfeccionismo não é uma boa qualidade, já escrevi muitas vezes por aqui.

Ele faz com que as pessoas lutem contra a ansiedade por causa da obsessão por detalhes e expectativas irreais.

Imagine como ficam os cérebros destas pessoas?

Atolados, mal focados e estressados até terminá-las.

5. É uma das razões pelas quais temos dificuldade para adormecer

Para muitos de nós, a hora de dormir é o único momento em que não estamos cercados de distrações.

Assim, nosso cérebro entra em ação, atualizando e ressurgindo com “todas as guias” que mantivemos abertas ao longo do dia.

Resultado: dificuldade de pegar no sono por todos os pensamentos que vêm nos visitar.

E como combater este efeito no dia a dia da sua advocacia?

1. Mudando de uma lista de tarefas para uma agenda

As listas de tarefas são intermináveis.

É como lutar contra uma hidra. Para cada tarefa que você completa, duas brotam em seu lugar.

Uma agenda bem feita te ajuda a programar as suas tarefas de maneira mais realista, dando espaço para imprevistos e ênfase às coisas mais importantes.

Isso torna mais fácil mensurar o tempo que você gasta, lembrar, rastrear e concluir o que precisa ser feito.

2. Entendendo que o cérebro não deve ser usado como depósito, mas sim como fábrica

Quanto mais ideias e informações você descarregar em algum lugar, como, por exemplo, num bloco de notas, menos trabalho o seu cérebro terá de monitoramento constantemente.

A gente não anota as coisas para lembrar. A gente anota para esquecer.

Assim permitimos que ele se encarregue apenas do que é mais importante no momento.

Portanto, se você quiser melhorar seu foco e produtividade, tenha em mente os impactos do Efeito Zeigarnik, libere o seu cérebro e tenha maior controle do seu dia a dia na advocacia.

 

Quer melhorar a sua produtividade? Leia mais!

10 passos para superar a Procrastinação

Como lidar com dias de baixa Produtividade

Descubra pontos-chave para melhorar a produtividade do seu escritório de advocacia ou departamento jurídico